Temp_Balan_Bancos_01_Capa

Temporada de Balanços 2015 – Bancos


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | 03/Mar/2016.

 

“Atualmente só existem dois bons negócios no Brasil: Banco com inflação e Banco sem  inflação”   Autor Desconhecido

No passado as empresas de petróleo, bem ou mal administradas possuíam o melhor negócio do mundo; hoje, de modo geral, os negócios mundo afora ainda buscam lucros no curto prazo jogando por terra os benefícios da economia real. Com a crise aguda que enfrentamos no país, os bancos, em particular os grandes, continuam batendo recordes de lucros.

Dando continuidade à safra de processamento de balanços do exercício encerrado em 31/Dez/2015 temos armazenado até o momento em nosso Banco de Dados SABE demonstrações financeiras individuais padronizadas de 12 bancos. Este artigo mostra o desempenho dos bancos de capital aberto de 2013 a 2015 em termos de ativos, receitas de intermediação e resultados líquidos (lucro/prejuízo).

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

A planilha seguinte apresenta o retrato da situação atual observando o conjunto dos bancos com balanços publicados: crescimento baixo de ativos, crescimento alto de receitas de intermediação e de resultados líquidos, como era esperado para o setor. Em termos individuais os destaques são os crescimentos de: ativos (Itauunibanco), receitas (ABC Brasil) e lucro (Santander BR). O banco Pine teve queda nos ativos e nos lucros. A conferir o desempenho dos demais bancos cujos balanços ainda não foram publicados.

Desempenho (R$milhões) – 12 Bancos – 2015Fonte: SABE ©

Desempenho (R$milhões) – 12 Bancos – 2015
Fonte: SABE ©

Em termos de lucros em 2015 os destaques são para o Bradesco (R$17bilhões) e Itauunibanco (R$21bilhões). Os gráficos seguintes ilustram seus desempenhos com 6  indicadores destes dois bancos nos últimos 5 anos (2011 a 2015).

ITAUUNIBANCO - Desempenho (R$MM) – 2011 a 2015Fonte: SABE ©

ITAUUNIBANCO – Desempenho (R$MM) – 2011 a 2015
Fonte: SABE ©

BRADESCO - Desempenho (R$MM) – 2011 a 2015Fonte: SABE ©

BRADESCO – Desempenho (R$MM) – 2011 a 2015
Fonte: SABE ©

Os indicadores evidenciam a forte expansão que Bradesco e Itaú desenvolveram de 2011 a 2015. Segundo dados da Thomson Reuters, nos últimos 5 anos, as ações dos “bancões” (BB, Bradesco e Itaú) ficaram, em média, 15% acima do Ibovespa. Entretanto, em 2016 a coisa não está do mesmo jeito: para alguns desses bancos a desvalorização de suas ações ficou próxima da queda do índice. Mais ainda: nos últimos 12 meses a queda acumulada alcançou os mesmos 15% dos últimos anos, praticamente anulando as valorizações passadas.

Os analistas justificam o fraco desempenho pelo momento ruim da economia do país: sendo ações atraentes, com alto peso no Ibovespa, estes papéis ficam na “mira” dos investidores estrangeiros que vendem grandes posições quando os preços caem buscando ajustar seus portfólios de investimentos. Mas, a partir do 2º semestre de 2016 eles esperam que Itaú atinja R$32,00 e Bradesco alcance R$34,00. A conferir…

 

COMENTÁRIOS FINAIS:

Por conta da crise econômica aguda no Brasil os bancos emprestam menos, passam a ter menos receitas e aumentam suas provisões para enfrentar a inadimplência. Alguns analistas estão otimistas acreditando que a melhor qualidade dos créditos ofertados vai compensar mais à frente um volume menor de operações: a ver…

A realidade para os bancos pequenos é bem diferente, em especial num momento de crise como o atual: carteiras de crédito concentradas em segmentos complicados, baixa flexibilidade nas operações, ganhos limitados de escala por atuação regional, limitação de caixa para aproveitar alta taxa de juros com ganhos de margem. Como noticiado pelo O Globo em 09/Fev/2016, de acordo com os balancetes do BACEN, 22 instituições financeiras amargaram prejuízo de R$1,5bilhões até o 3º trimestre de 2015, enquanto que 71 bancos que alcançaram lucro acumulado de quase R$65bilhões no mesmo período.

A SABE Consultores tem o propósito de compartilhar informações úteis e atualizadas sobre as empresas brasileiras com professores, universitários, contadores e investidores individuais. Manteremos você atualizado, como de costume, com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre os desempenhos dos Bancos com base nos balanços encerrados em dezembro de 2015. Até a próxima!

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response