CSN_Capa

Sid Nacional: Mesmo com a relação dívida líquida/EBITDA de 13x, ação sobre quase 200% em 2016


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 08/Dez/2016.

 

“A siderurgia vale hoje 5% do que valia. A Petrobras vale hoje 5% do que valia. E isso não ocorreu porque caiu o preço do minério de ferro, nem porque caiu o preço do combustível. Nós fizemos essa destruição de valor cuidadosamente, competentemente”

Delfim Neto – Valor Econômico – 25/Jan/2016

A Sid Nacional (CSN) foi criada em 1941, por decreto do presidente Getúlio Vargas, após um “acordo” diplomático, denominado “Acordos de Washington”, feito entre os governos brasileiro e estadunidense, que previa a construção de uma usina siderúrgica que pudesse fornecer aço para os aliados durante a 2ª Guerra Mundial e, na paz, ajudasse no desenvolvimento do Brasil. Os fundos norte-americanos vieram através do EXIMBANK (Export-Import Bank of the United States), pois a iniciativa privada daquele país não se interessou.

Com sede em Volta Redonda, RJ, a companhia é considerada a maior indústria siderúrgica do Brasil e da América Latina, e uma das maiores do mundo. Suas minas de minério de ferro e outros minerais estão localizadas na região de Congonhas (Casa de Pedra) e Arcos, ambas no estado de MG, assegurando-lhe autossuficiência em minério de ferro e em fundentes, calcário e dolomita, respectivamente. Possui também uma mina de carvão na região de Siderópolis, no estado de SC. Sua principal usina hoje produz cerca de 6 milhões de toneladas de aço bruto e mais de 5 milhões de toneladas de laminados por ano, sendo considerada uma das mais produtivas do mundo.

A CSN possui diversas empresas, como a Prada (em Mogi das Cruzes, SP e Volta Redonda, RJ), CSN Paraná (em Araucária-PR), os terminais de contêineres (Sepetiba Tecon) e de carvão (Tecar) no Porto de Itaguaí (em Itaguaí, RJ), a Metalic (CE), além de participações acionárias nas empresas MRS Logística e Transnordestina Logística, de transporte ferroviário, usinas hidrelétricas de Igarapava entre os estados de SP E MG e a de Itá, entre os estados de SC e RS além de usinas nos Estados Unidos (CSN LLC, Terre Haute, Indiana); em Portugal (Lusosider, Aldeia de Paio Pires, Setúbal), e na Alemanha (Stahlwerk Thüringen GmbH – SWT), adquiridas de outros grupos nacionais. (Fonte: Wikipédia).

Botão_FiquePorDentro2

Com mais de 20 mil colaboradores, a empresa opera como uma multinacional com negócios em siderurgia, mineração, cimento, logística e energia, atuando em toda a cadeia produtiva do aço, desde a extração do minério de ferro, até a produção e comercialização de uma diversificada linha de produtos siderúrgicos de alto valor agregado, incluindo aços planos revestidos galvanizados e folhas metálicas.

O sistema integrado de produção, aliado à qualidade de gestão, faz com que a empresa tenha um dos mais baixos custos de produção da siderurgia mundial. O aço da CSN está presente em diversos segmentos da indústria, entre os quais: Automotivo, Construção Civil, Embalagens, Linha Branca e OEM. As vendas de aço da Companhia concentram-se no mercado doméstico. (Fonte: Empresa).

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a Sid Nacional: “Radar de Desempenho Econômico-Financeiro de 2011 a 2015, comparação 9M2015 X 9M2016”, distribuição de valor adicionado (DVA) e desempenho em bolsa das ações CSNA3 (Sid Nacional ON).

Radar de Desempenho da Sid Nacional - R$Milhões (Consolidado)Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Radar de Desempenho da Sid Nacional – R$Milhões (Consolidado)
Fonte: SABE © powered by MAESTRO

De 2011 a 2015 a Sid Nacional teve um desempenho equilibrado com pequenas variações nas contas patrimoniais, mas teve quedas nas contas de resultados e aumento da dívida líquida. A empresa mostrou uma recuperação de seus números de 2014 para 2015, em especial o resultado líquido que ficou positivo em 2015 e foi o 20 maior dos últimos 5 anos. O comportamento da distribuição de valor adicionado (DVA) da siderúrgica acompanhou o desempenho dos últimos 5 anos com leve queda de 0,29% na taxa composta; em 2015 a empresa entregou quase R$12 bilhões de valor adicionado a seus stakeholders.

Na comparação dos 9M2015 versus os 9M2016, a Sid Nacional teve um aumento expressivo de seu patrimônio líquido e reduziu sua dívida líquida em quase 25%. Pelo lado dos resultados, teve variação de receita praticamente nula, (descontada a inflação), queda expressiva de geração de caixa medida pelo EBITDA e aumento do prejuízo para perto de R$1 bilhão nos 9M2016. Por outro lado reduziu a distribuição de valor para seus stakeholders em 62%. Veja a seguir como foi o desempenho da ação CSNA3 (Sid Nacional ON).

Evolução Trimestral da Ação CSNA3 (Sid Nacional ON). Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação CSNA3 (Sid Nacional ON).
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

De 29/Dez/2011 a 02/Dez/2016 a ação CSNA3 teve uma pequena valorização de quase 5%, mas do início de 2016 até 02/Dez/2012 o preço dessa ação quase triplicou devido a sua alta defasagem e especulação de mercado. A cotação ajustada de fechamento do papel saiu de R$11,35 e fechou em R$11,91 no final do período (a cotação máxima foi de R$13,05 em 30/Mar/2012 e a mínima de R$3,92 em 30/Set/2015). No mesmo intervalo de tempo o Ibovespa subiu 6,28%.

COMENTÁRIOS FINAIS:

A Sid Nacional faz parte do Setor de Siderurgia e Metalurgia composto de 11 empresas listadas em bolsa. Em 2015 ocupou a 2ª posição, logo atrás do Grupo Gerdau, em receitas líquidas com R$15,3 bilhões e queda de 5% em relação a 2014. Pela ótica de resultados líquidos a Sid Nacional liderou o ranking com lucro de R$1,6 bilhões, com forte recuperação após amargar prejuízo de R$112 milhões em 2014.

Em sua Mensagem sobre o Desempenho do 3º trimestre de 2016, a Administração da companhia informou que considerando o acordo firmado para a venda da Metalic no 3T16, a Companhia aplicou o CPC 31, que determina a apresentação do balanço e resultados dessa empresa como operações descontinuadas. O referido pronunciamento determina que os períodos comparativos também devam refletir essa mesma apresentação. Dessa forma, no demonstrativo do 3T16, a Companhia aplicou integralmente as determinações do CPC 31, mas, por outro lado, optou por não reapresentar, no release/apresentação, as informações da Metalic dos períodos comparativos como operações descontinuadas dada a sua materialidade no resultado consolidado.

Sobre o endividamento a empresa informou que os valores ajustados de EBITDA, Dívida e Caixa consideram participações de 60% na Namisa, 33,27% na MRS e 50% na CBSI até Nov/2015 e de 100% na Congonhas Minérios, 37,27% na MRS e 50% na CBSI, a partir de Dez/2015, além de considerar as aplicações financeiras em garantia para operações cambiais na BM&FBovespa. Em 30/Jun/2016, a dívida líquida consolidada atingiu R$25.842 milhões, enquanto a relação dívida líquida/EBITDA, calculada com base no EBITDA ajustado dos últimos doze meses, atingiu 7,36x. (Fonte: Release de Resultados 3T2016 | 9M2016).

A SABE Consultores tem o propósito de “organizar informações financeiras sobre as empresas brasileiras e torná-las acessíveis e úteis” e acredita que as empresas vencedoras e que vieram para ficar são as que perseguem incessantemente valor para TODOS os seus stakeholders. Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro2

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre este Artigo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response