Atacado_Varejo_Capa

Setor de Atacado e Varejo: Relação Dívida Líquida/EBITDA cresce 70%


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | 19/Abr/2016.

 

“Enquanto nós discutimos soluções no varejo, o governo arranja problemas no atacado”
Franco G. Rovedo, escritor

De acordo com o IBGE, o PIB do comércio encolheu 8,9% em 2015 ante o ano anterior, sendo este desempenho mais puxado pelo setor atacadista do que pelo varejista. O comércio atacadista abarca segmentos do varejo ampliado, que incluem veículos e material de construção, cujas vendas foram menores no ano passado. Não à toa, o PIB do comércio teve o pior desempenho da série atual do IBGE, iniciada em 1996.

Conforme pesquisa da ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores), apurada pela FIA (Fundação Instituto de Administração), o faturamento do setor atacadista e distribuidor cresceu 0,44% em termos nominais em 2015 na comparação com o ano anterior. O resultado ficou em linha com as expectativas da entidade, de estagnação em termos nominais. (Fonte: EXAME.com).

O mercado acionário brasileiro possui 23 companhias abertas do setor de Atacado e Varejo, a saber: AREZZO, B2W VAREJO, BOMBRIL, BR PHARMA, DIMED, DUFRY AG, GUARARAPES, GRAZZIOTIN, HYPERMARCAS, LE LIS BLANC, LOJAS AMERIC, LOJAS HERING, LOJAS MARISA, LOJAS RENNER, MAGAZINE LUIZA, MINASMAQUINA, NATURA, P.ACUCAR-CBD, PROFARMA, RAIADROGASIL, SARAIVA LIVR, VIAVAREJO e WLM IND COM. Do total das receitas líquidas de 2015, apenas 5 destas companhias representam 70% do setor: P.ACUCAR-CBD , DUFRY AG, VIAVAREJO, LOJAS AMERIC E B2W DIGITAL.

Botão_Atacado_Varejo

De 2014 para 2015, estas empresas no conjunto tiveram um crescimento de receita abaixo da inflação, queda significativa de 21% na geração de caixa medida pelo EBITDA, redução violenta nos resultados líquidos de 86%, aumento grande de 33% no endividamento líquido, atingindo em 2015 uma relação elevada de quase 8:1 entre a dívida líquida e o EBITDA, além de queda de 8ppt na taxa de retorno para o acionista (ROE), que no último ano ficou pouco acima de 1% no agregado. A tabela seguinte ilustra os grandes números do setor na comparação dos totais dos últimos dois anos das 23 empresas do setor.

Informações das Empresas de Capital Aberto do Setor de Atacado e Varejo  – 2014 x 2015Fonte: SABE ©

Informações das Empresas de Capital Aberto do Setor de Atacado e Varejo – 2014 x 2015
Fonte: SABE ©

 

Comentários Finais:

A queda do consumo provocada pela crise econômica brasileira junto com aumento dos juros levou muitas empresas do varejo a recorrer à recuperação judicial na tentativa de não fechar as portas. O caso mais emblemático foi o da Rede Leader (7 mil funcionários, 200 lojas em 8 estados) que, com dívidas de R$1bilhão encerrou 2015 com prejuízo de R$200milhões, sendo vendida pelo preço simbólico de R$1 para Fábio Carvalho, dono de 49% da Casa & Vídeo, que tornou-se dono de 100% das ações da Leader através da Legion Holdings.

Outras gigantes do setor também enfrentam sérios problemas financeiros: o Grupo Pão de Açúcar teve uma queda de 118% de resultado líquido de 2014 (lucro de R$1,76bilhões) para 2015 (prejuízo de R$314milhões); a Dufry AG teve uma queda de 157% de resultado líquido de 2014 (lucro de R$214milhões) para 2015 (prejuízo de R$123milhões); a Via Varejo, dona de Casas Bahia e Ponto Frio, teve uma queda de quase 100% de resultado líquido de 2014 (lucro de R$938milhões) para 2015 (lucro de R$3milhões); o Magazine Luiza teve uma queda de 151% de resultado líquido de 2014 (lucro de R$129milhões) para 2015 (prejuízo de R$66milhões). O setor em bolsa teve uma queda de 86% no total de resultados líquidos de 2015 para 2015.

A SABE Consultores tem o propósito de compartilhar informações úteis e atualizadas sobre as empresas brasileiras. Manteremos você atualizado, como de costume, com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_Eu_quero2

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre o desempenho do Setor de Atacado e Varejo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response