Ser Educa_Capa

SER EDUCACIONAL: 8ª no ranking global com valor de mercado de US$483 milhões


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 05/Jul/2016.

 

“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção”
Paulo Freire
educador, pedagogo e filósofo

O embrião do grupo SER Educacional começou em 1994, quando foi criado o Bureau Jurídico com o objetivo de preparar candidatos para os concorridos concursos públicos. Com projeto e planejamento de expansão, através de crescimento orgânico e de aquisições em âmbito nacional, atualmente o grupo SER Educacional está presente em 28 cidades e 12 estados do Brasil. Suas 42 unidades de ensino atendem aproximadamente 140 mil alunos. Para chegar a esse resultado e cumprir seus objetivos institucionais o Grupo conta com um time de 1ª linha, que adotou os princípios e a proposta de valor da instituição. (Fonte: Empresa).

Em vários artigos publicados em nosso site mostramos o forte crescimento do mercado de educação superior no Brasil nos últimos anos. De acordo com notícia publicada no O Globo de 01/07/2016, 4 das empresas do setor nacional estão situadas no ranking das 10 maiores por valor de mercado (vide gráfico a seguir). Se ocorrer a fusão de Kroton e Estácio Participações a nova companhia terá 1.600.000 alunos e será o maior grupo educacional do mundo por valor de mercado.

Ranking Global das Empresas de Educação (Valores em US$ Milhões) - Fonte: CM Consultoria/O Globo – 01/07/2016

Ranking Global das Empresas de Educação (Valores em US$ Milhões)
Fonte: CM Consultoria/O Globo – 01/07/2016

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a SER Educacional: “Radar de Desempenho Econômico-Financeiro de 2011 a 2015, incluindo a comparação 1T2015 X 1T2016” e desempenho em bolsa das ações SEER3 (SER EDUCA ON) nos últimos 30 meses.

Radar de Desempenho Econômico-Financeiro da SER Educa (Consolidado) Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Radar de Desempenho Econômico-Financeiro da SER Educa (Consolidado)
Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Botão_FiquePorDentro

Nos últimos 5 anos a SER Educa vem apresentando um crescimento consistente de ativos, patrimônio, receitas e geração de caixa medida pelo EBITDA. O resultado líquido teve queda de 25% em 2015. Seu endividamento líquido cresceu pouco acima do EBITDA de 2011 a 2015. Na comparação do 1T2015 x 1T2016, a empresa apresenta um desempenho equilibrado semelhante ao dos últimos 5 anos. Veja a seguir como foi o desempenho das ações SEER3 (SER EDUCA ON).

Evolução Trimestral da Ação SEER3 (SER EDUCA ON). Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação SEER3 (SER EDUCA ON) 
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

De 30/Out/2013 a 30/Jun/2016 a ação SEER3 teve uma desvalorização de 28,17%. A cotação de fechamento do papel saiu de R$17,36 e atingiu R$12,47 no final do período (a cotação máxima foi de R$28,94 em 30/Dez/2014 e a mínima de R$7,42 em 29/Jan/2016). No mesmo intervalo de tempo o Ibovespa teve uma leve queda de 1,55%.

 

COMENTÁRIOS FINAIS

A SER Educa pertence ao setor de Educação que contém 5 companhias listadas na bolsa. Em 2015 a empresa foi a 4ª colocada por receitas com 9,06% de market-share (R$1,020 bilhões) com crescimento próximo a 45% em relação ao ano anterior e ocupou a 3ª posição por resultado líquido com lucro de R$161 milhões, queda de quase 25% em relação a 2014.

Como noticiado pela Infomoney, a SER Educa está na disputa com a Kroton pela Estácio Participações com uma nova oferta que prevê um pagamento de R$1 bilhão, ou R$ 3,25 por ação, em dividendos extraordinários, ante proposta anterior de distribuição de R$590 milhões. A companhia combinada teria fatia de 68,7% da Estácio e 31,3% da SER. O Conselho de Administração da SER indicaria o diretor presidente. A nova proposta é válida até 08/Jul/2016.

A batalha pela Estácio tende a ficar mais feroz, com a Kroton considerando uma oferta hostil se necessário. A atual proposta da Kroton avalia em 1,25 o papel de sua emissão para cada ação da Estácio. Uma fonte disse ao jornal que a chance de ganhar o aval do Conselho aumentaria rapidamente se a Kroton subisse a oferta para algo entre 1,4 e 1,5 por ação. A Estácio informou por meio de comunicado enviado ao mercado, que recebeu da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) determinação para que a companhia apresente em até 20 dias o instrumento de OPA (Oferta Pública de Aquisição) ou anuncie ao mercado que “não pretende realizar a referida OPA dentro do período de 6 meses”.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo a SER Educa recebeu no dia 01/Jul/2016 um “balde de água fria”, diante da sinalização de Kroton e Estácio de que estão mais perto de uma fusão. Fontes próximas à SER dizem que a empresa ainda estava avaliando os próximos passos, mas não descarta uma nova oferta pela Estácio. Mas, caso a fusão de Estácio e Kroton se confirme, a SER deve trabalhar para indicar ao CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) os riscos que a operação traz para a concorrência neste mercado, “exigindo que todos os procedimentos legais sejam cumpridos”, disse uma fonte próxima à empresa. Caso a fusão entre Kroton e Estácio se concretize, a SER estará, provavelmente, na ponta de compra de ativos que venham a ser vendidos após as exigências do CADE. Temos pela frente uma nova ameaça do tipo “ou compra ou é comprado”, que se concretizada aumentará o risco concorrencial num setor de vital importância para o futuro de nosso país.

A SABE Consultores tem o propósito de compartilhar informações úteis e atualizadas sobre as empresas brasileiras. Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre o desempenho da Ser Educacional.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response