RumoLog_Capa

Rumo Log: Crescimento de receitas com aumento do prejuízo nos 9M2016


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 01/Dez/2016.

 

“O Brasil é o País onde estão concentradas as atenções do mundo, todos, de alguma forma, querem investir no Brasil. O problema é que ultimamente só se chega notícias ruins em se tratando de Economia, Desenvolvimento, Crescimento e Planejamento. De pingo em pingo, vamos perdendo pontos e credibilidade perante o Mundo”

Humberto Gebrim – Pensador

A Rumo Log é resultante da fusão concluída em 2015 entre Rumo e ALL. Atualmente é a maior operadora logística com base ferroviária independente da América Latina, oferecendo uma gama completa de serviços de logística com operações de transporte intermodal “door-to-door” domésticas e internacionais, carregamento e entrega local, terminal portuário e serviços de armazenagem, incluindo inventário e gestão de centros de distribuição. Sua principal área de atuação se estende sobre os Estados MT, MS e SP e os estados da região sul do Brasil. Sua rede ferroviária abrange uma área responsável por aproximadamente 80% do PIB do Brasil, onde quatro dos portos mais ativos no país estão localizados e através do qual a maior parte da produção de grãos do Brasil é exportada.

A empresa opera uma grande base de ativos, incluindo uma rede ferroviária que consiste em quatro concessões ferroviárias que se estendem por cerca de 12 mil quilômetros de linhas ferroviárias, 1.000 locomotivas, 25.000 vagões, centros de distribuição e instalações de armazenagem. Além disso, possui imóveis arrendados nos termos das suas concessões incluindo propriedades disponíveis para a construção e desenvolvimento de armazéns e terminais logísticos no Brasil. A companhia também armazena grãos, açúcar e outras commodities agrícolas em seus terminais no porto de Santos-SP, Paranaguá-PR, dentre outros locais. ​ (Fonte: Empresa).

Botão_FiquePorDentro2

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a Rumo Log: “Radar de Desempenho Econômico-Financeiro de 2013 a 2015, a comparação 9M2015 X 9M2016”, a distribuição de valor adicionado (DVA) e o desempenho em bolsa das ações RUMO3 (Rumo Log ON).

Radar de Desempenho da Rumo Log - R$Milhões (Consolidado)Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Radar de Desempenho da Rumo Log – R$Milhões (Consolidado)
Fonte: SABE © powered by MAESTRO

De 2012 a 2015 a Rumo Log teve um desempenho bastante influenciado pelos aumentos de contas resultantes da fusão com a ALL em 2015. Mesmo com os expressivos crescimentos de resultados em 2015, a maioria não recorrentes, a Rumo Log amargou prejuízo nesse ano, além de sua dívida líquida ter crescido cerca de 25 vezes.

Na comparação dos 9M2015 versus os 9M2016, a companhia teve um desempenho com aumento de patrimônio e resultados intermediários, mas continua com prejuízo crescente. A boa nova é que nesse período, além de ter reduzido sua dívida líquida em quase 6%, a empresa conseguiu aumentar a distribuição de valor para seus stakeholders em 40%. Veja a seguir como foi o desempenho das ações RUMO3 (Rumo Log ON).

Evolução Trimestral da Ação RUMO3 (Rumo Log ON). Fonte: APLIGRAFElaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação RUMO3 (Rumo Log ON).
Fonte: APLIGRAF  Elaboração: SABE ©

De 29/Dez/2011 a 29/Nov/2016 a ação RUMO3 teve uma grande desvalorização de quase 80%. A cotação ajustada de fechamento do papel saiu de R$30,58 e caiu até R$6,20 no final do período (a cotação máxima foi de R$33,55 em 28/Mar/2013 e a mínima de R$3,34 em 31/Mar/2016). No mesmo intervalo de tempo o Ibovespa subiu 7,46%.

COMENTÁRIOS FINAIS

Em sua Mensagem sobre os Comentários sobre o Desempenho dos 3º trimestre de 2016, a Administração da companhia informou que o resultado consolidado no 3T16 apresentou crescimento na comparação com o mesmo período de 2015, apesar da forte quebra da safra de milho. A redução na produção do grão foi de aproximadamente 21% na safra de 2016, ocasionando uma queda de cerca de 43% na projeção de volumes de exportação, refletindo-se em uma menor demanda por transporte ferroviário. Esses efeitos já foram sentidos no 3T16 e deverão se acentuar no 4T16 com o escoamento da safra sendo finalizado de forma antecipada.

A empresa informou também que o prejuízo do trimestre foi de R$ 58,8 milhões e a alavancagem atingiu 3,9x dívida líquida abrangente/EBITDA LTM. O resultado líquido foi afetado por maiores despesas financeiras pela elevação do saldo médio de dívida e dos custos financeiros, devido ao aumento da taxa média de juro (TJLP) entre os períodos. A alavancagem se manteve em linha com o reportado no 2T16. Mais ainda: a expectativa para o 4T2016 é de um cenário bastante desafiador, devido a quebra da segunda safra de milho. “Os volumes de milho do 3T16 abaixo de nossas estimativas revisadas em Ago/2016, que já consideravam uma projeção inicial de quebra de safra, e a redução adicional nas estimativas mais recentes de exportação do grão para os últimos meses de 2016, frustaram nossa expectativa para o resultado de 2016”. Apesar das medidas implementadas para redução de custos, aumento de eficiência operacional e maior transporte de açúcar usando a capacidade ociosa dos ativos, houve a necessidade de revisão do “guidance” de EBITDA originalmente divulgado, para o novo intervalo de R$2 bilhões a R$2,2 bilhões para o ano de 2016. (Fonte: Relatório da Administração 3T2016).

A SABE Consultores tem o propósito de “organizar informações financeiras sobre as empresas brasileiras e torná-las acessíveis e úteis” e acredita que as empresas vencedoras e que vieram para ficar são as que perseguem incessantemente valor para TODOS os seus stakeholders. Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro2

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre este Artigo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response