Falidas_Capa

Por que ações de empresas quebradas oscilam tanto na BM&FBovespa?


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 14/Fev/2017.

 

“Perigo é a fumaça que nos alerta do iminente incêndio que vai se alastrar, devastar…”

Aimara Schindler – Professora

Temos publicado artigos sobre Empresas denominadas “Campeãs” mostrando, com base em fundamentos técnicos, que são as que oferecem o melhor retorno no longo prazo. Essas empresas evidenciam que os investimentos em ações apresentam retornos superiores às aplicações em renda fixa no longo prazo.

Entretanto existe outra categoria de empresas aqui denominadas “Em Alerta” que também merece nossa atenção. São empresas tecnicamente falidas com patrimônio líquido negativo (leia-se passivo a descoberto) que costumam ter oscilações extraordinárias para cima e para baixo. Ao longo do mês de Jan/2017 as empresas “Em Alerta” com enormes variações, acima de 20% ao dia, foram: IGB S/A, KARSTEN, RECRUSUL, TECTOY, TEKA, TELEBRAS, TEX RENAUX, VIVER e WETZEL S/A. A planilha seguinte ilustra a situação descrita:

Empresas “Em Alerta” de JAN/2017Fonte: BM&FBovespa | SABE © powered by Maestro ©

Empresas “Em Alerta” de JAN/2017
Fonte: BM&FBovespa | SABE © powered by Maestro ©

Na amostra observada foram consideradas 9 empresas de 3 setores principais – Máquinas e Equipamentos, Tecidos, Vestuário e Calçados e Utilidades Domésticas – que tiveram oscilações variando de 20,16% a 100,00% e de -20,00% a -46,74% em um único dia de Jan/2017. Todas elas estão em situação pré-falimentar com PL (Patrimônio Líquido) negativo.

Botão_FiquePorDentro2

Veja a seguir as 4 maiores oscilações para cima e para baixo de ações das Empresas “Em Alerta” ao longo de Jan/2017:

Maiores Oscilações das Empresas “Em Alerta” – 02/Jan/2017 a 31/Jan/2017Fonte: Apligraf | SABE ©

Maiores Oscilações das Empresas “Em Alerta” – 02/Jan/2017 a 31/Jan/2017
Fonte: Apligraf | SABE ©

  • TECTOY PN estava cotada a R$3,55 em 27/01, subiu para R$7,10 (+ 100,00%) em 30/01 e caiu para R$5,76 em 31/01/2017; a empresa possui um PL de – R$25 milhões de acordo com seu último balanço (9M2016);
  • KARSTEN PN estava cotada a R$1,92 em 19/01, R$2,70 em 20/01 (+40,63%), R$4,75 em 23/01 (+75,93%), R$6,75 em 24/01 (+42,11%), R$11,00 em 26/01 (+62,96%), e a partir daí cai até atingir R$7,44 em 31/01/2017; a empresa possui um PL de – R$185 milhões de acordo com seu último balanço (9M2016);
  • IGB ON (Gradiente) estava a R$1,69 em 27/01 e caiu para R$0,90 em 28/01/2017 (-46,75%); a empresa possui um PL de – R$780 milhões de acordo com seu último balanço (9M2016);
  • TEX RENAUX PN estava cotada a R$2,81 em 24/01, subiu para R$4,00 em 26/01 (+42,35%), subiu mais um pouco para R$4,25 em 27/01 e despencou para R$3,40 em 30/01 (-20,00%) para em seguida voltar a R$4,10 em 31/01/2017 (+20,59%); a empresa possui um PL de – R$445 milhões de acordo com seu último balanço (9M2016).

 

COMENTÁRIOS FINAIS

Estas extraordinárias oscilações fazem o mercado de ações à vista parecer um verdadeiro “cassino” de apostadores que buscam ganhos fáceis do dia para a noite, baseados em informações privilegiadas (insider informations). Como tal, entendemos se tratar de um comportamento que merece uma explicação dos principais agentes do mercado, em especial da CVM e da BM&FBovespa, sob pena de alijar grande parte de pessoas que desejam formar patrimônio investindo em ações de boas empresas e reforçar a falsa cultura existente em nosso país que a Bolsa existe somente para apostadores ou especialistas.

 Cumpre registrar que nosso objetivo é fornecer CONTEÚDO para investidores individuais com informações seguras e confiáveis para tomada de decisões de investimentos a médio/longo prazo, preservando sempre a qualidade e a solidez da empresa. Em outras palavras, não entramos em “apostas” nem em “aventuras” visando ganhos de curto prazo: isto está fora do nosso propósito como consultores independentes.

A SABE Consultores tem o propósito de “organizar informações financeiras sobre as empresas brasileiras e torná-las acessíveis e úteis” e acredita que as empresas conscientes atuam de maneira a criar valor não só para si mesmas, mas também para seus clientes, colaboradores, fornecedores, investidores, comunidade e meio ambiente ou usando o jargão do momento para seus “stakeholders”.

Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro2

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre este Artigo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

 

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response