OSX_Capa

OSX: Dívida líquida supera R$10 bilhões no 1T2016


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 12/Jul/2016.

 

“Se o Porto do Açu é o ‘Brasil que dá certo’, tremo só em
pensar no que seria viver no que ‘dá errado’”

Marcos Pedlowski
professor universitário e blogueiro

A OSX foi criada em Set/2007 para atender a demanda da indústria petrolífera por equipamentos e serviços integrados com o objetivo de atuar na indústria naval e offshore, oferecendo soluções integradas de engenharia, construção, fretamento e serviços de Operação & Manutenção (O&M) para empresas de Exploração e Produção (E&P) de petróleo.

Na área de Construção Naval, a OSX possui o seu estaleiro dentro do Complexo Industrial do Superporto do Açu, localizado a 150 Km da Bacia de Campos, ponto geográfico e estratégico/privilegiado do litoral brasileiro. A área total de seu estaleiro é de aproximadamente 3,2 milhões de m2 e tem como parceiro a Hynday Heavy Industries, líder mundial em construção naval. Para suprir a demanda por soluções integradas em equipamentos e serviços para o setor, a empresa estruturou suas atividades em 3 unidades de negócios: leasing, construção naval e serviços operacionais.

Durante o 2º semestre de 2013, a OSX enfrentou um agravamento da sua situação financeira, incluindo o cancelamento de encomendas de unidades, que seriam construídas tanto na Unidade de Construção Naval do Açu (“UCN Açu”) quanto em estaleiros contratados, e o cancelamento de contratos de afretamento e operação e manutenção de FPSOs e WHPs. Desde então, a OSX vem estudando, dentre outras iniciativas, potenciais combinações empresariais, com intuito de gerar maior valor para seus acionistas. Devido a essa situação conjuntural, que impedia a Companhia de honrar o pagamento de obrigações vencidas e com vencimento no curto prazo, a OSX ajuizou, em 11/Nov/2013, na Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro, pedido de recuperação judicial, em conjunto com suas controladas, OSX Construção Naval S.A. e OSX Serviços Operacionais Ltda. (Fonte: Empresa).

Botão_FiquePorDentro

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a OSX Brasil: “Radar de Desempenho Econômico-Financeiro de 2011 a 2015, incluindo a comparação 1T2015 X 1T2016” e desempenho em bolsa das ações OSXB3 (OSX BRASIL ON) nos últimos 4 anos.

Radar de Desempenho Econômico-Financeiro da OSX (Consolidado) Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Radar de Desempenho Econômico-Financeiro da OSX (Consolidado)
Fonte: SABE © powered by MAESTRO

De 2011 a 2015 a OSX Brasil teve apenas crescimento dos ativos. Perdeu patrimônio líquido que ficou negativo a partir de 2014; seu endividamento líquido cresceu com taxa elevada acumulada de 73% ao ano. No mesmo período a OSX teve queda de receitas a partir de 2013, geração de caixa medida pelo EBITDA negativa em 2013 e 2014, recuperada em 2015 (R$392 milhões); O seu resultado líquido foi positivo somente em 2011 e a partir daí a empresa só deu prejuízo com pico de mais de R$4bilhões em 2014, reduzido para próximo de – R$1 bilhão em 2015.

Na comparação do 1T2015 x 1T2016, a empresa apresenta um desempenho ainda muito ruim com destaque para a redução do PL que alcança quase R$3 bilhões negativos e para o crescimento de 20% da dívida líquida atingindo R$10,6 bilhões no 1T2016. Veja a seguir como foi o desempenho ações OSXB3 (OSX ON).

Evolução Trimestral da Ação OSXB3 (OSX ON)Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação OSXB3 (OSX ON)
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

De 30/Set/2011 a 08/Jul/2016 a ação OSXB3 obteve uma tremenda desvalorização de quase 99%, ou seja, quase “virou pó”. A cotação de fechamento do papel saiu de R$1.468,00 e despencou a partir do 3T2012 até chegar a R$16,00 no final do período (a cotação máxima foi de R$1.630,00 em 30/Mar/2012 e a mínima de R$15,00 em 30/Dez/2015). No mesmo intervalo de tempo o Ibovespa teve uma queda de quase 1,54%.

 

COMENTÁRIOS FINAIS

A OSX Brasil pertence ao setor de Petróleo, Gás e Derivados que contém 15 companhias listadas na bolsa. Em 2015 a empresa foi a 12ª colocada por receitas com 0,11% de market-share (R$414 milhões) tendo tido queda de 43% em relação ao ano anterior e ocupou a 14ª posição por resultado líquido com prejuízo de R$987 milhões, caracterizando forte recuperação em relação a 2014 (-R$4,2 bilhões).

A OSX reafirma em seu site a sua percepção quanto ao valor estratégico do Porto de Açu, possibilitando atender a demanda de conteúdo local existente no País, inclusive em decorrência do Pré-Sal. A retomada de futuras fases do desenvolvimento da área deve ser compatível com a confirmação de novas perspectivas quanto à demanda dos clientes e correspondente equacionamento econômico-financeiro, considerando seu novo modelo de negócio ajustado para a condução de seus negócios de acordo com seus Planos de Recuperação Judicial.

Em seu relatório dos resultados do 1T2016, a companhia informa que os Planos de Recuperação Judicial aprovados pelos credores em Dez/2014 têm como objetivo permitir que a OSX busque estabelecer a forma de liquidação das dívidas e a concessão de recursos novos, de forma a viabilizar a manutenção das suas atividades e das suas subsidiárias OSX Construção Naval e OSX Serviços. As íntegras dos Planos de Recuperação Judicial aprovados estão disponíveis ao público nos sites da CVM (www.cvm.gov.br) e da Companhia (www.osx.com.br).

A SABE Consultores tem o propósito de compartilhar informações úteis e atualizadas sobre as empresas brasileiras. Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre o desempenho da OSX.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response