Kleper-Weber_Capa

KEPLER WEBER: Incertezas na política-econômica e busca da confiança dos investidores


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 21/Jul/2016.

 

“É porque se espalha o grão que a semente acaba por encontrar um terreno fértil”
Júlio Verne
, escritor francês do século XIX

A Kepler Weber surgiu em 1925 constituída na cidade de Panambi, RS, como uma pequena ferraria, fundada pelos irmãos Otto Kepler e Adolfo Kepler Jr. Três anos depois o pequeno empreendimento se transformou em indústria fabricando, prensas de banha, fumo e óleo vegetal, centrífugas de mel e carrocerias para caminhões e ônibus, dentre outros produtos. Em 1939 outro irmão, Paulo Otto Weber, ingressou na empresa admitido como sócio, dando origem a “Kepler Irmãos & Weber”.

Em 1963 a empresa se transforma em S.A. e passa a operar sob a denominação de Kepler Weber S.A. – Indústria, Comércio, Importação e Exportação, iniciando 10 anos depois a fase das exportações, com a venda dos primeiros equipamentos para o Paraguai. Anos depois a companhia passou por inúmeras transformações até que em 1996 teve seu controle acionário adquirido por instituições do mercado financeiro e de investimentos da América Latina, como BB Banco de Investimentos S/A, Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – PREVI, Instituto Aerus de Seguridade Social, SERPROS Fundo Multipatrocinado, dentre outros minoritários.

Atualmente com fábricas nos estados do RS e MS, a Kepler Weber atua no setor de agronegócios, na etapa pós-colheita da cadeia produtiva de grãos. A Companhia fabrica equipamentos para a armazenagem, beneficiamento e movimentação de granéis, sendo especializada no desenvolvimento de soluções completas em armazenagem para seus clientes. Seu portfólio de produtos é constituído por silos metálicos, transportadores horizontais e verticais, secadores e máquinas de limpeza de grãos. A carteira de clientes da empresa é formada por trading companies, cooperativas, indústrias de beneficiamento/industrialização de alimentos, bem como produtores de grãos de médio e de grande porte, para a qual são desenvolvidos projetos sob medida no sistema turn key. (Fonte: Empresa).

Botão_FiquePorDentro

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a Kepler Weber: “Radar de Desempenho Econômico-Financeiro de 2011 a 2015, incluindo a comparação 1T2015 X 1T2016” e desempenho em bolsa das ações KEPL3 (KEPLER WEBER ON) nos últimos 4 anos.

Radar de Desempenho Econômico-Financeiro da Kepler Weber (Consolidado)Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Radar de Desempenho Econômico-Financeiro da Kepler Weber (Consolidado)
Fonte: SABE © powered by MAESTRO

De 2011 a 2015 a Kepler Weber teve um desempenho com crescimento de ativos, patrimônio, receitas, mas teve queda na geração de caixa medida pelo EBITDA e no seu resultado líquido, este último reduzindo em 95% de 2014 para 2015. Por outro lado, seu endividamento líquido cresceu bem abaixo de suas receitas ao longo do período, voltando em 2015 ao nível de 2013 (R$ 219 milhões).

Na comparação do 1T2015 versus 1T2016, a companhia teve queda em praticamente todas as contas de patrimônio e resultado; a dívida líquida teve queda de 24% sinalizando uma indicação positiva. Os indicadores medidos pelo EBIT, EBITDA e resultado líquido melhoraram, mas se mantiveram negativos no 1T2016.  Veja a seguir como foi o desempenho ações KEPL3 (KEPLER WEBER ON).

Evolução Trimestral da Ação KEPL3 (KEPLER WEBER ON)Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação KEPL3 (KEPLER WEBER ON)
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

De 30/Set/2011 a 15/Jul/2016 a ação KEPL3 obteve uma valorização de 96,13%. A cotação ajustada de fechamento do papel saiu de R$10,86 e atingiu R$21,30 no final do período (a cotação máxima foi de R$47,82 em 30/Dez/2014 e a mínima de R$7,65 em 28/Set/2012). No mesmo intervalo de tempo o Ibovespa subiu 6,22%.

 

COMENTÁRIOS FINAIS

A Kepler Weber pertence ao setor de Máquinas e Equipamentos que engloba 25 companhias listadas na bolsa. Em 2015 a empresa foi a 11ª colocada por receitas com 1,27% de market-share (R$706 milhões) que diminuíram 22% em relação ao ano anterior e ocupou a 12ª posição por resultado líquido com lucro de R$6 milhões, representando uma brusca queda de 95% em relação a 2014 (R$133 milhões).

Em seu relatório de desempenho do 1T2016, a Kepler Weber faz referência ao programa de apoio à ampliação de armazenagem, lançado pelo Governo Federal de 2012 até 2014, com taxas de juros altamente subsidiadas e que impactou favoravelmente os resultados da Companhia, permitindo superar todos os recordes em seus indicadores financeiro-operacionais durante aquele período. Em 2015, esse programa perdeu sua dinâmica com a implantação de políticas restritivas de acesso aos créditos federais que aliados à crise político-econômica do país geraram incertezas e represamento de novos investimentos. Este novo cenário forçou a Companhia a realizar ajustes necessários, a fim de adequar a Kepler Weber para a nova realidade do mercado, tendo como principal objetivo, recuperar os níveis de margens históricas.

Ao longo dos três primeiros meses de 2016, o cenário político-econômico se deteriorou agravando, ainda mais as incertezas e gerando maior desconfiança entre investidores que postergaram novos investimentos. Contudo, o déficit de armazenagem ainda é uma realidade no Brasil e, a cada ano, aumenta a diferença entre a capacidade estática de armazenagem vs capacidade de produção da safra.

A Administração da Companhia mantém a estratégia de diversificar as fontes de receitas nos demais segmentos da empresa (Exportação, Movimentação de Granéis Sólidos e Reposição de Peças e Serviços), onde existem oportunidades por serem menos dependentes dos efeitos dos ajustes econômicos, fiscal e monetário. (Fonte: Release de Resultados 1T2016).

A SABE Consultores tem o propósito de compartilhar informações úteis e atualizadas sobre as empresas brasileiras. Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre o desempenho da Kleper Weber.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response