JBS_Capa

JBS: Afinal, houve fraude ou não na união com o frigorífico Bertin?


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | 31/Mar/2016.

 

“O homem que pouco aprendeu, envelhece como um boi: com muita carne e nenhum conhecimento”

Frase budista

Fundada em 1953 a JBS S.A. é uma das maiores indústrias de alimentos do mundo, operando no processamento de carnes bovina, suína, ovina e de frango e no processamento de couros. Além disso, comercializa produtos de higiene e limpeza, colágeno, embalagens metálicas, biodiesel, entre outros. Seus negócios são divididos em três unidades: JBS Mercosul, JBS Foods e JBS USA, que inclui as operações de bovinos nos EUA, Austrália e Canadá, suínos e aves nos EUA, México e Porto Rico. (Fonte: Wikipédia).

O Grupo JBS possui um portfólio de marcas conhecidas em todo o mundo: Swift, Friboi, Maturatta, Cabana Las Lilas, Pilgrim’s, Gold Kist Farms, Pierce e 1855. Com essa gama de produtos e presença em 24 países de 5 continentes (entre plataformas de produção e escritórios) a empresa atende mais de 300 mil clientes em mais de 150 nações.

A companhia cresceu por aquisições de 1970 a 2013, ano em que adquiriu a Seara Brasil e se consolidou como líder global no processamento de aves. A expansão dos negócios da JBS iniciou a partir da construção de Brasília, quando seu fundador José Batista Sobrinho (vulgo Zé Mineiro), passou a comercializar carne para as grandes construtoras e empreiteiras que se instalaram na região com objetivo de construir a nova capital federal.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

A seguir os grandes números da JBS com base nas últimas informações atualizadas pela companhia:

JBS_01

 

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a JBS: evolução das Dívidas Líquidas comparadas com a Geração de Caixa (EBITDA) desde 2007, “Radar” de informações e indicadores financeiros de 2011 a 2015 e desempenho em bolsa das ações JBSS3 (JBS ON) nos últimos 4 anos.

Evolução da Dívida Líquida X EBITDA (R$MM) – 2007 a 2015 – JBS. Fonte: SABE ©

Evolução da Dívida Líquida X EBITDA (R$MM) – 2007 a 2015 – JBS.
Fonte: SABE ©

A JBS teve dívidas líquidas superiores à sua geração de caixa desde o ano de 2007, quando abriu seu capital. No ano de 2015 a relação dívida líquida/EBITDA chegou a 6/1 . Veja a seguir o desempenho da companhia de 2011 até 2015.

Radar de Informações e Indicadores Financeiros da Usiminas – 2011 a 2015. Fonte: SABE ©

Radar de Informações e Indicadores Financeiros da Usiminas – 2011 a 2015.
Fonte: SABE ©

De 2011 a 2015 a JBS vem apresentando um crescimento agressivo tanto em resultados quanto em endividamento. Em 2007 a JBS teve prejuízo de R$323 milhões e em 2015 um lucro de R$5,1 bilhões oriundo de uma receita de R$163 bilhões. Mesmo com pequenas margens de rentabilidade, a JBS entregou 17,5% de retorno ao seu acionista em 2015. Neste mesmo ano a relação dívida líquida/EBITDA também cresceu muito atingindo 5,72 vezes. Veja a seguir como foi o desempenho das ações JBSS3 (JBS ON, com direito a voto).

Evolução Trimestral da Ação JBSS3 (JBS ON). Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação JBSS3 (JBS ON).
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

As ações da JBS são negociadas na BM&FBovespa no mais elevado nível de governança corporativa do mercado de capitais do Brasil, o Novo Mercado, sob o código JBSS3.  De 30/Mar/2011 a 24/Mar/2016 a ação JBS ON obteve uma valorização de 92%. A cotação do papel saiu de R$5,68 e alcançou R$10,91 no final do período (a cotação máxima foi de R$16,80 em 30/Set/2015). No mesmo intervalo de tempo o Ibovespa teve uma queda de 28%.

 

COMENTÁRIOS FINAIS:

A JBS foi uma das maiores doadoras de recursos para a campanha eleitoral das eleições no Brasil em 2014, num valor total de R$392 milhões declarados ao TSE. A empresa doou recursos para a campanha de pelo menos 16 partidos políticos, dentre os quais a presidente Dilma Roussef, 12 senadores, 18 governadores e 190 deputados federais.

O jornal O Estado de S.Paulo noticiou no fim de Fev/2016 que a Receita Federal questionou a operação que uniu em 2009 a JBS e o Bertin, os dois maiores frigoríficos do País. Para o Fisco, a estrutura societária do negócio, que ajudou a criar a maior empresa de proteína animal do mundo foi “fraudulenta”. O caso está destrinchado em um procedimento fiscal feito em uma das empresas do grupo Bertin, que foi autuado em R$ 3 bilhões, em impostos e multas. Apesar de a Receita se preocupar em cobrar tributos, ela aponta outras irregularidades. Houve a transferência, a “preço vil”, de participações para um investidor desconhecido. Os acionistas minoritários também foram prejudicados.

Como se não bastasse, a homologação da delação recente do senador petista Delcídio do Amaral agitou o mercado financeiro com a afirmação que a JBS e a Marfrig estariam envolvidas em esquemas de propina para liberação de financiamentos do BNDES. Estas notícias abalam a confiança dos investidores que merecem explicações sobre a veracidade dos fatos. Vale registrar que a transparência é um dos pilares que norteiam os princípios da boa governança e que deveria estar explícita em uma companhia listada no Novo Mercado como a JBS.

A SABE Consultores tem o propósito de compartilhar informações úteis e atualizadas sobre as empresas brasileiras com professores, universitários, contadores e investidores individuais.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

Obs.: O comentário grátis sobre o desempenho de uma companhia aberta do seu interesse limita-se ao universo das empresas listadas na BM&FBovespa.

Manteremos você atualizado, como de costume, com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE. Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre o desempenho e as suspeitas em torno da JBS.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certifificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response