Estacio_Capa

ESTÁCIO: Vida na sombra, enquanto aguarda o CADE


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 16/Mar/2017.

 

“Onde reina o amor, não há vontade de poder, e onde domina o poder, falta o amor. Um é a sombra do outro”

Carl JungPsiquiatra e psicoterapeuta

A história da Estácio começa em 1970 com a fundação da Faculdade de Direito Estácio de Sá na zona norte do Rio de Janeiro, RJ. O histórico e perfil detalhados da Estácio podem ser conhecidos por meio do link clique aqui.

Em Set/2016 publicamos um artigo intitulado “Setor de Educação: Crescimento de EBITDA e resultado líquido”, onde alertamos que após alguns anos de forte expansão o setor de Educação Superior no Brasil, assim como vários outros, iria depender da recuperação da economia. Este artigo focaliza a Estácio que vive dias agitados por conta da definição da venda para a concorrente Kroton, líder do setor em bolsa e em número de alunos matriculados no país.

Botão_FiquePorDentro2

Veja inicialmente o que o nosso Banco de Dados SABE tem a mostrar sobre a Estácio: “Radar de Desempenho Econômico-Financeiro de 2011 a 2015, comparação 9M2015 X 9M2016”, distribuição de valor adicionado (DVA) e desempenho em bolsa da ação ESTC3 (ESTACIO ON).

Radar de Desempenho da ESTACIO - R$Milhões (Consolidado)Fonte: SABE © powered by MAESTRO

Radar de Desempenho da ESTACIO – R$Milhões (Consolidado)
Fonte: SABE © powered by MAESTRO

De 2011 a 2015 a Estácio teve um desempenho crescente e consistente tanto de contas patrimoniais quanto de resultado medidos pela taxa composta de crescimento anual (CAGR): nesse período seu patrimônio líquido cresceu 34% aa, assim como seu resultado líquido que aumentou 47% aa. No mesmo  período a dívida líquida cresceu 29% aa, atingindo em 2015 uma relação saudável de 1,45x, bem abaixo do padrão atual das companhias listadas em bolsa. A distribuição de valor adicionado (DVA) cresceu 22% aa na taxa CAGR; em 2015 a empresa entregou R$2,4 bilhões de valor adicionado a seus stakeholders.

Olhando agora o desempenho recente da empresa pela comparação dos 9M2015 versus os 9M2016, a Estácio teve pequeno aumento de seu patrimônio líquido com crescimento de 3%, junto com leve aumento de sua dívida líquida em pouco mais de 2%, levando a relação com EBITDA para 1,53x. Pelo lado dos resultados, teve aumento de receita praticamente nulo se levarmos em conta o efeito da inflação, queda de 23% na geração de caixa medida pelo EBITDA e queda de 42% no resultado líquido que ficou em R$244 milhões nos 9M2016. Por outro lado nos 9M2016 a empresa teve queda de quase 5% na distribuição de valor para seus stakeholders, refletindo seu desempenho atual.  Veja a seguir como foi o desempenho dos preços da ação ESTC3 (ESTACIO ON).

Evolução Trimestral da Ação ESTC3 (ESTACIO ON).Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação ESTC3 (ESTACIO ON).
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

De 30/Mar/2012 a 14/03/2017 a ação ESTC3 teve uma forte valorização de 154%, num período em que o Ibovespa cresceu míseros 0,29%. A cotação ajustada de fechamento do papel saiu de R$5,80 e fechou em R$14,75 no final do período (a cotação máxima foi de R$26,47 em 30/Jun/2014 e a mínima de R$5,80 em 30/Mar/2012).

Para um melhor entendimento da situação atual dos negócios da Estácio convém observar o Relatório da Administração/Comentário do Desempenho do 4T2016 que a companhia publica junto com seus demonstrativos financeiros utilizando o link a seguir clique aqui.

 

COMENTÁRIOS FINAIS

Embora vendida para a Kroton, a operação ainda não foi aprovada pelo CADE deixando a Estácio na sombra da incerteza sobre o seu futuro. Se a operação for aprovada assistiremos a criação de mais um “monstro” nacional com 1,6 milhões de alunos, trazendo dúvidas sobre a qualidade do ensino pela maior concentração do negócio, estimado em 25% do mercado após a fusão. Caso a operação não se concretize é esperada uma nova oferta de compra da Estácio por outros investidores. O prazo para a definição do negócio com a Kroton é Jul/2017. (Fonte: Exame – Edição 1133).

A atual direção da Estácio tem uma dupla missão pela realização ou não da compra pela Kroton. O atual CEO da Estácio, o 4º presidente em 9 meses, promoveu diversas mudanças em 2016 visando redução de custos, tais como: demissão de executivos, fechamento de campi, alteração na forma de contabilização de alunos e eliminação de um centro de inovação. Resta saber o que a companhia fará até a aprovação do CADE para cumprir sua missão de “EDUCAR PARA TRANSFORMAR, integrando academia e gestão para oferecer uma educação transformadora ao maior número de pessoas, criando impacto positivo para a sociedade”, como informado em seu site.

A SABE Consultores tem a missão de “organizar informações financeiras sobre as empresas brasileiras e torná-las acessíveis e úteis” e acredita que as empresas vencedoras são as que atuam de maneira a criar valor não só para si mesmas, mas também para seus clientes, colaboradores, fornecedores, investidores, comunidade e meio ambiente. Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro2

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre este Artigo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response