Empresas_Campeãs_Capa

Empresas “Campeãs” são as que oferecem o melhor retorno no longo prazo


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 05/Jan/2017.

 

“Por trás de cada ação há uma empresa. Descubra o que ela está fazendo”

Peter LynchGestor do Fidelity Magellan Fund, o maior fundo de ações do mundo

Em Jun/2016 publicamos um artigo sob o título “Investimentos em Ações – A importância do longo prazo (II)”, onde alertamos que é recomendável olhar sempre o longo prazo (horizonte mínimo de 3 a 5 anos) para avaliar o desempenho de investimentos em ações de empresas de capital aberto. Chamamos também a atenção do nosso leitor sobre a conclusão do estudo de Jeremy Siegel, professor da Wharton School, autor do best seller “Investindo em ações no longo prazo” (“Stocks for the long run”), apontando que a aplicação em ações é a melhor opção de investimento para quem tem objetivos de longo prazo. Com o passar do tempo, as oscilações de curto prazo no preço dos títulos acabam sendo diluídas e o resultado final para o investidor é uma taxa de retorno acima da inflação e substancialmente maior do que nas operações de renda fixa.

Este artigo objetiva apresentar um balanço do desempenho das empresas consideradas por nós “campeãs” identificadas por meio de nosso novo produto “SABE Daily Intelligence” no mês de Dez/2016, em 3 intervalos de tempo: curto, médio e longo prazo.

No mês de Dez/2016 nosso algoritmo aliado à metodologia de pontuação “SABE Score” selecionou 22 empresas que na média apresentaram valorizações acima da renda fixa, neste difícil ano para a economia de nosso país. Confira nas planilhas abaixo o desempenho das “campeãs” ao longo do tempo. Observe que a coluna “#” aponta o número de ocorrências de cada companhia no mês, vale dizer, o número de vezes que nosso sistema de “scoring” considerou a companhia como “campeã”.

Botão_FiquePorDentro2

Para efeito de comparação usamos como referência o IBOVESPA que variou nos três intervalos de tempo, como segue:

  • Curto prazo (30/Dez/2015 a 29/Dez/2016): +38,82%, de 43.349 pontos para 60.179 pontos;
  • Médio prazo (30/Dez/2014 a 29/Dez/2016): +20,34%, de 50.007 pontos para 60.179 pontos;
  • Longo prazo (30/Mar/2012 a 29/Dez/2016): -6,71%, de 64.510 pontos para 60.179 pontos.

OBS: (i) Foram considerados em todas as planilhas os preços ajustados de fechamento desde 30/Mar/2012; (ii) Na planilha de longo prazo a variação da ação BB Seguridade ON (BBSE3) veio desde 28/06/2013; (iii) Na planilha de longo prazo a variação da ação da ação KLABIN UNT (KLBN11) veio desde 31/03/2014.

Empresas_Campeãs_01

“Campeãs” de DEZ/2016 pelo score SABE DAILY INTELLIGENCE X IBOVESPA (1 ANO)Fonte: Apligraf | SABE ©

“Campeãs” de DEZ/2016 pelo score SABE DAILY INTELLIGENCE X IBOVESPA (1 ANO)
Fonte: Apligraf | SABE ©

Empresas_Campeãs_03

“Campeãs” de DEZ/2016 pelo score SABE DAILY INTELLIGENCE X IBOVESPA (2 ANOS) Fonte: Apligraf | SABE ©

“Campeãs” de DEZ/2016 pelo score SABE DAILY INTELLIGENCE X IBOVESPA (2 ANOS)
Fonte: Apligraf | SABE ©

Empresas_Campeãs_05

“Campeãs” de DEZ/2016 pelo score SABE DAILY INTELLIGENCE X IBOVESPA (~ 5 ANOS)Fonte: Apligraf | SABE ©

“Campeãs” de DEZ/2016 pelo score SABE DAILY INTELLIGENCE X IBOVESPA (~ 5 ANOS)
Fonte: Apligraf | SABE ©

No curto prazo (30/Dez/2015 a 29/Dez/2016) o desempenho teria sido melhor se as empresas do Setor de Papel e Celulose (Fibria, Klabin e Suzano Papel) e que operam com custos em reais não tivessem sido prejudicadas pela queda do dólar nas suas receitas de exportação. Além disso, se fôssemos considerar o desempenho em termos de uma carteira selecionaríamos apenas de 8 a 12 papéis de empresas que não teriam, por exemplo, neste ano tanta dependência do dólar.

Por outro lado, embora com forte tradição em bolsa, empresas como Petrobras, Vale, Sid Nacional, Gerdau, no momento, possuem pequena chance de serem “campeãs” pela nossa metodologia. Em 2016 tiveram grandes valorizações acima de 100% pelos seguintes motivos:

  1. Nunca estiveram tão abaixo de seu desempenho histórico; Por exemplo: Petrobras em Mai/2008 esteve cotada a R$50,00, em Jan/2016 a R$4,12 e em 29/Dez/2016 a R$14,87;
  2. Setores como Óleo & Gás e Siderurgia tiveram em 2015 fortes quedas tornando seus preços defasados. Após a “tempestade”, estes papéis estão procurando um preço mais justo compatível com o momento

Em resumo, o desempenho das ações das Empresas “Campeãs” foi o seguinte:

Comparação Valorização Média “Campeãs” X IBOVESPA até 29/Dez/2016Fonte: Apligraf | SABE ©

Comparação Valorização Média “Campeãs” X IBOVESPA até 29/Dez/2016
Fonte: Apligraf | SABE ©

 

COMENTÁRIOS FINAIS

Olhando prazos mais longos nossas “campeãs” superaram de longe o Ibovespa, pois o tempo é o “melhor remédio” para corrigir as imperfeições de curto prazo do mercado, além de “respeitar” os ciclos econômicos dos diferentes setores de atividade. Assim, mesmo considerando a recessão econômica dos últimos anos, fica confirmada a teoria do Prof. Jeremy Siegel, em especial para as companhias resilientes, conscientes de seu propósito maior. Essas empresas evidenciam que os investimentos em ações apresentam retornos superiores às aplicações em renda fixa no longo prazo.

Cumpre registrar que nosso objetivo é fornecer CONTEÚDO para investidores individuais com informações seguras e confiáveis para tomada de decisões de investimentos a médio/longo prazo, preservando sempre a qualidade e a solidez da empresa. Em outras palavras, não entramos em “apostas” nem em “aventuras” visando ganhos de curto prazo: isto está fora do nosso propósito como consultores independentes.

A SABE Consultores tem o propósito de “organizar informações financeiras sobre as empresas brasileiras e torná-las acessíveis e úteis” e acredita que as empresas conscientes atuam de maneira a criar valor não só para si mesmas, mas também para seus clientes, colaboradores, fornecedores, investidores, comunidade e meio ambiente ou usando o jargão do momento para seus “stakeholders”.

Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_FiquePorDentro2

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre este Artigo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response