CIELO - Nada Supera essa Máquina

CIELO – Nada Supera essa Máquina


Por Luiz Guilherme Dias | 21/Jan/2016.

“A tecnologia é igual à droga, não dá talento a quem não tem”.
Nelson Motta (jornalista e escritor).

A Cielo iniciou suas operações com o nome Visanet em 1995 sendo criada pelos bancos Bradesco, Banco do Brasil,  Santander (ex Banco Real) e o extinto Banco Nacional, juntamente com a Visa Internacional. Seu objetivo inicial era unificar as relações com todos os estabelecimentos afiliados à bandeira Visa no Brasil, desenvolver soluções tecnológicas de captura e processamento de transações e realizar a liquidação financeira, deixando os bancos livres para se concentrarem na emissão de cartões e na concessão de crédito aos portadores. Nessa época, a Visanet contava com 100 mil estabelecimentos afiliados. Apoiada na forte expansão do mercado consumidor brasileiro, a empresa conseguiu rápido crescimento, tornando-se a líder do segmento, com uma base de mais de 1 milhão de estabelecimentos ativos em 2012. (Fonte: Wikipedia).

Continuando seu processo de expansão, em 2011, a Cielo capturou transações num volume de R$320bilhões, o equivalente a 7,6% do PIB brasileiro na época. No ano seguinte lançou a opção Crediário na sua máquina em regime de parceria com uma empresa fornecedora de soluções de gestão de pagamentos, e implantou uma plataforma de prevenção à fraude em comércio eletrônico. Em 2012 a Cielo já era responsável pela captura, processamento e liquidação de aproximadamente 5 bilhões de transações financeiras no Brasil, valor equivalente a 8,4% do PIB brasileiro na época. Em 2014 a Cielo estava presente em mais de 1,4 milhões de pontos de venda espalhados por 5.500 municípios de todas as regiões do país, cobrindo 99% do território nacional.

Botão_Eu_quero

Como forma de estimular o aumento da concorrência no setor, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, juntamente com o CADE, aprovou um projeto que colocou fim na exclusividade que as redes Cielo e Redecard detinham com as bandeiras internacionais Visa e Mastercard. Esta medida acirrou a disputa entre as duas empresas, abrindo oportunidades para novos credenciadores investir nesse segmento em franco crescimento, mas com fortes barreiras de entrada. Os lojistas passaram a poder escolher qual empresa processaria suas transações, utilizando apenas um terminal eletrônico e dando preferência à empresa que oferecesse as menores taxas administrativas sobre as vendas.

A seguir os grandes números da Cielo com base nas demonstrações financeiras individuais publicadas nos 9M2015:

CIELO

Veja agora o que o nosso Banco de Dados SABE tem a revelar sobre o desempenho da Cielo de 2010 a 2014 e sobre a comparação dos 9 Meses de 2015 com o mesmo período de 2014. Veja também como foi o desempenho em bolsa das ações CIELO3 (CIELO ON) em mais de quatro anos.

CIELO – Radar de Informações Econômico-Financeiras (R$MM) – 2010 a 2014Fonte: SABE ©

CIELO – Radar de Informações Econômico-Financeiras (R$MM) – 2010 a 2014
Fonte: SABE ©

Nos últimos cinco anos (2010 a 2014) a Cielo evoluiu com caixa sólido e resultados constantemente crescentes. As taxas anuais compostas (CAGR) de crescimento de ativo, patrimônio e resultados intermediários e líquidos oscilaram entre 12% e 38% ao ano. O Endividamento Total cresceu a uma taxa de 41% ao ano, mas na média dos cinco anos a Dívida Líquida foi de 2,25 vezes a geração de caixa medida pelo EBIT. Também na média os indicadores de margens foram elevados tendo a margem líquida ficado em 43%; destaque para o retorno do acionista (ROE) que superou 100% na média do período; a liquidez de curto prazo se manteve equilibrada no período acima de 130% na média.

Observando agora o curto prazo, a planilha abaixo apresenta o desempenho da Cielo através da comparação de informações e indicadores de 9M2014 X 9M2015:

CIELO – Informações Econômico-Financeiras (R$MM) – 9M2014 X 9M2015 Fonte: SABE ©

CIELO – Informações Econômico-Financeiras (R$MM) – 9M2014 X 9M2015
Fonte: SABE ©

Aumentos significativos nas contas patrimoniais e de resultado, com destaque para a Receita Líquida que subiu 51% e para o PL que cresceu 126%.  Queda de margens e rentabilidades e redução da relação dívida/PL, devido ao crescimento do patrimônio líquido. Vamos ficar atentos com os resultados do exercício de 2015.

Evolução Trimestral da Ação CIEL3 (CIELO ON). Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

Evolução Trimestral da Ação CIEL3 (CIELO ON).
Fonte: APLIGRAF – Elaboração: SABE ©

O gráfico da evolução trimestral das cotações das ações CIEL3 (CIELO ON) ilustra o desempenho em bolsa da companhia em mais de 4 anos, com uma boa valorização de 284% no preço do papel, que saiu de R$8,53 no 1º Trim/2011 para chegar a R$32,76 em 15/Jan/2016 (cotação máxima no período foi de R$43,50). No mesmo período o Ibovespa teve uma queda de 44%, caindo de 68.586 pontos para 38.524 pontos.

 

COMENTÁRIOS FINAIS:

A Cielo é atualmente empresa líder do setor em toda a América Latina, em termos de volume financeiro de transações e uma das responsáveis pelo credenciamento do comércio brasileiro a sua rede de pagamentos, responsável pela captura, transmissão e liquidação financeira de transações com cartões de crédito e débito.

De acordo com projeções do mercado a Cielo deve aproveitar a oportunidade de se beneficiar do processo de bancarização (transição do uso do papel moeda para o cartão magnético) da população brasileira, mesmo levando em conta o atual cenário de recessão na economia.

Seguindo nossa missão de prover conteúdo útil sobre as empresas brasileiras, manteremos você atualizado com novas informações sobre as companhias do mercado extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Botão_Eu_quero

Deixe o seu comentário ao final desta página sobre como você percebe o desempenho da Cielo, líder do segmento de meios de pagamentos eletrônicos em nosso país.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response