Deu_Zebra_Capa

As Zebras fazem parte do jogo!


LUIZ-GUILHERME-DIAS-e1443731843958Por Luiz Guilherme Dias | Rio, 26/Abr/2017.

 

“O escuro é metade da zebra”

Arnaldo Antunes Compositor

Em Fev/2017 publicamos um artigo intitulado “Por que ações de empresas quebradas oscilam tanto na BM&FBovespa?”, onde chamamos atenção para uma categoria de empresas denominadas “Em Alerta”, mas que neste artigo serão tratadas como “Zebras”, que merecem nossa especial atenção. São empresas em difícil situação econômica e financeira, muitas com passivo a descoberto, mas que costumam ter oscilações expressivas para cima e para baixo. Ao longo do mês de Mar/2017 as “Zebras” em destaque foram: J B DUARTE, MANGELS INDL, MMX MINER, PDG REALT, RECRUSUL, SANTANENSE, TECTOY, TEKA e TEX RENAUX, como mostrado na planilha seguinte:

“Zebras” de Mar/2017Fonte: BM&FBovespa | SABE © powered by Maestro ©

“Zebras” de Mar/2017
Fonte: BM&FBovespa | SABE © powered by Maestro ©

Veja a seguir um “Radar de Desempenho” de cada uma das Empresas “Zebras” nos últimos cinco anos, com destaques assinalados em amarelo para facilitar o entendimento do leitor:

Deu_Zebra_02

Deu_Zebra_03

Deu_Zebra_04

Deu_Zebra_05

Radar de Desempenho das “Zebras” – 2012 a 2016Fonte: SABE © Powered by Maestro ©

Radar de Desempenho das “Zebras” – 2012 a 2016
Fonte: SABE © Powered by Maestro ©

  • JB Duarte: prejuízo constante, destruição de valor, endividamento elevado e rentabilidade negativa;
  • Mangels Indl: patrimônio líquido negativo, prejuízo constante com pequena recuperação em 2016, endividamento elevado, deterioração de margem e rentabilidade;
  • MMX Miner: patrimônio líquido negativo desde 2014, baixa liquidez corrente, endividamento elevado com redução em 2016, retorno do acionista negativo;
  • PDG Realt: patrimônio líquido negativo em 2016, destruição de valor, prejuízo constante, baixa liquidez corrente, endividamento elevado, deterioração de margens e rentabilidades;
  • Recrusul: patrimônio líquido negativo, destruição de valor, prejuízo constante, baixa liquidez corrente, endividamento elevado, deterioração de margens e rentabilidades;
  • Santanense: prejuízo em 2015 e 2016, endividamento elevado, perda de margens e rentabilidades nos dois últimos anos;
  • Tec Toy: patrimônio líquido negativo desde 2014, prejuízo constante, baixa liquidez corrente, endividamento elevado, deterioração de margens e rentabilidades;
  • Teka: patrimônio líquido negativo, prejuízo desde 2013, baixa liquidez corrente, endividamento elevado, deterioração de margens e rentabilidades;
  • Tex Renaux: patrimônio líquido negativo, prejuízo constante, baixa liquidez corrente, endividamento elevado, deterioração de margens e rentabilidades.

 

COMENTÁRIOS FINAIS

As “Zebras” apresentaram números extremamente fracos nos últimos cinco anos e indicadores que demonstram sua frágil situação financeira, estando sete das nove companhias com patrimônio líquido negativo, um indicativo de insolvência próxima. Ao mesmo tempo essas companhias continuam sendo negociadas na Bovespa (agora B3) com fortes oscilações fazendo o mercado de ações à vista parecer um verdadeiro “cassino” de apostadores que buscam ganhos fáceis do dia para a noite, baseados em informações privilegiadas (insider informations).

Novamente, entendemos se tratar de um comportamento que merece uma explicação urgente dos principais agentes do mercado, em especial da CVM e da BM&FBovespa, sob pena de alijar grande parte de pessoas que desejam formar patrimônio investindo em ações e reforçar a falsa cultura existente em nosso país que a Bolsa existe somente para apostadores ou profissionais especialistas.

 A SABE Consultores tem a missão de “organizar informações financeiras sobre as empresas brasileiras e torná-las acessíveis e úteis” e acredita que as empresas conscientes atuam de maneira a criar valor não só para si mesmas, mas também para seus clientes, colaboradores, fornecedores, investidores, comunidade e meio ambiente ou usando o jargão do momento para seus “stakeholders”.

Botão_FiquePorDentro2

Manteremos você atualizado com novas informações extraídas do nosso Banco de Dados SABE.

Aproveite para deixar o seu comentário ao final desta página sobre este Artigo.

Luiz Guilherme Dias é Sócio-Diretor da SABE Consultores, Consultor de Empresas e Conselheiro Certificado.

E-mail: lg.dias@sabe.com.br

Deixe seu comentário abaixo...

Leave A Response